Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pelo Olhar Da Numerologia

Pelo Olhar Da Numerologia

31
Ago16

Por que nem sempre nos entendemos bem?

Falando um pouco dos números!

Muita gente não entende porque as crianças, e quem sabe, alguns adultos também, são tão difíceis de entender. Passo a dar uma pequena luz do porquê de muitas crianças e adultos não se conseguirem compreender tão bem.


*Para não complicar muito, vou apenas ter como base os números que fazem referência aos dias de nascimento. Se nasceu a dia 14, o número onde se vai encaixar aqui será o 5. E assim por diante.

 

Então, uma criança nascida a dia 1, é por norma mais individualista, não tem propriamente gosto por fazer trabalhos em grupo, preferindo fazer tudo sozinha, pode por vezes até ser autoritária. Já uma criança nascida a 2, é mais cooperante, e gosta de ajudar, prefere trabalhar em equipa, pode chocar com a criança 1 pelo simples facto de não entender, porque é que o 1 é tão individualista.
O 2 é sensível, amua e fica triste, ao contrário de uma criança nascida a 3 que explode, e responde mal, e ainda por cima não gosta que lhe deem ordens, coisa que o 2 prefere.
Completamente diferente é o 4, que é bastante organizado e metódico, uma criança 4, ao contrário da 3 que tem tendência a dispersar, é sério e disciplinado, faz sempre tudo até ao fim, embora se possa queixar. O 4 não gosta que mexam nas coisas dele. O 4 e o 3 podem chocar, porque são ambos teimosos e têm dificuldades em dar o braço a torcer, sendo que o 3 vai mais à frente, porque tem necessidade de ter sempre razão.
O 5 por sua vez, é o caso dos trabalhos dos professores, é aqui, que muitos acham que os miúdos são hiperactivos, quando na verdade, o que os 5 têm é energia, muita energia, que se for gasta no bom sentido, não é preocupante.
O 5 é distraído, pode partir tudo o que está à sua volta por onde passa, e sem se dar conta, precisamente o oposto do 4 que é responsável. O 5 é bastante esperto, e por isso pode aprender mais rápido que os outros, e como não é nada paciente, não espera que os outros aprendam, quer passar à frente, porque é curioso. Por isso pode dispersar, parece que está no mundo da lua, mas, na verdade não está. Ouvem quase sempre tudo o que se passa à volta deles. Os 5 odeiam rotinas, e por isso ficar horas no mesmo sítio a fazer as mesmas coisas, é super aborrecido para eles, se começarem a ficar inquietos e a soprar, é um sinal de que estão saturados de fazer aquilo.
O 6 é por norma calmo e não gosta muito de grandes confusões, tal como o 2. Mas tem dificuldades em usar a palavra não quando é preciso que o pode levar a mentir, não por ser mentiroso, mas porque não quer magoar ninguém. (se ele não quer estar com alguém, pode dizer que está com dor de cabeça). Exatamente o oposto do 3 que é bastante frontal, e do 5 que é espontâneo.
O 6 pode ser ingénuo e preguiçoso, é o género, “não se faz hoje, faz-se amanhã”.
Contrariamente ao 1 e ao 4, que fazem quando é para ser feito.
O 7 é solitário, não gosta de confusões, muita gente junta e muito barulho para o 7 pode ser um problema, ao contrário do 3, 5 e 6 que gostam de estar rodeados de gente. O 7 gosta de estudar, pode até ser aquele que é chamado de “marrão”, pois é bastante curioso, mas o 7, ao contrário do 5 tem uma curiosidade mais voltada para o intelecto, já o 5 é mais voltado para experienciar tudo, é o tipo “ver com as mãos”.
O 7 pode ter dificuldades em mentir, e não gosta que lhe mintam, por isso pode chocar com o 6 que omite as coisas para que os outros não se magoem. Como não gosta de mentir, o 7 pode facilmente ferir o 2 que se magoa facilmente e chora. Por esse motivo o 7 pode dar impressão de que é frio e distante, mas não é. Ele, tal como o 5 não têm paciência, exatamente porque são inteligentes e gente que não aprende ao mesmo ritmo que eles pode ser um problema.
Já o 8, em criança pode ser um caso sério. Querem ser sempre os melhores da escola, quando não o são, ficam frustrados. Gostam da ideia de estatuto. São determinados e persistentes, assim como bastante orgulhosos também. Os meninos 8 podem ser interesseiros, por exemplo, tornarem-se amigos de um 2 ou um 6 para obter algum resultado em seu benefício. Isso pode magoar o 2, e o 6. Pois estes são amigos do amigo, e não entendem porque é que o 8 é assim.
Um 9 é aquela criança que tenta ser amiga de todos, pode até tornar-se amiga de alguém que não tenha amigos, devido ao seu carácter humanitário.
A criança 9 não gosta muito de ver injustiças. Mas podem ser vítimas de algumas, como por exemplo, quem eles ajudam, pode virar-lhes as costas sem que eles entendam o porquê, isso pode levá-los a serem vingativos e dramáticos. Exagerando consideravelmente os factos. Assim como o 3 também dramatiza. Só que o 3 passa-lhe a ideia depressa. O 9 pode não esquecer.
Os 11 são muito inteligentes e persuasivos, tal como o 1. Têm ideias muito à frente no tempo e estão sempre dispostos a ajudar quem necessita. São ansiosos, tal como o 2. Mas com uma pequena diferença. Os 11 podem estar muito chateados com alguém, mas se tiverem de ir ter com outra pessoa, vão como se nada se tivesse passado.
Já os 22 são de personalidade muito teimosa, tal como o 4, é muito rígido. Têm gosto por trabalhar. Os 22 podem sentir-se perdidos, porque podem não ter noção do que são capazes de alcançar.

Pág. 1/14

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Blogs Portugal

Seguidores Blogs Portugal