Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pelo Olhar Da Numerologia

Pelo Olhar Da Numerologia

11
Set17

Mudar é uma questão de atitude!

Mudar e atitude.jpg

 

Nos inúmeros mails e mensagens que recebo, é com frequência que leio alguns desabafos que vão muito na linha de pensamentos de; “já estou farto/a de tantas mudanças e de tantas dificuldades” ou “se isto é uma lição, ok, mas já a aprendi, já chega”!

 

A verdade é que os tempos não estão fáceis e pedem de nós bastante esforço e empenho. Não é só dizer-se “já apendi” é provar precisamente isso.

 

Dizer todos dizem, aliás, falar é muito fácil. Fazer é o que conta na verdade, e é isso que verdadeiramente custa mais. Não vale de nada dizer “já estou farto de estar sempre nesta situação”… nada. Há que pensar e tentar perceber sim, é o que a situação nos está a tentar ensinar. Porque todas absolutamente todas as situações mais densas chegam a nós para nos ensinar algo! E acredite-se ou não, vamos passar pelo mesmo tipo de situações até que percebamos exatamente a lição a retirar dali!

 

Um exemplo: dificuldades financeiras. Podem servir para nos ensinar. Muitas coisas, não tem que necessariamente ser para ensinar o valor das coisas. Pode significar precisamente o oposto, ou seja, pode querer ensinar-nos a arriscar. Sim, é na dificuldade que temos de encontrar soluções que nos ensinem a “voltar a aprender”!

 

Existe, associado às dificuldades financeiras a crença de que só quem tem dinheiro é que consegue algo! (não é uma crença geral, mas ela de facto existe). Então porque não a sua dificuldade nesse setor o ensinar a arriscar independentemente de ter muito ou pouco? Constitui uma aprendizagem na verdade.

 

euro-870757_1920.jpg

 

Outro exemplo: um relacionamento tóxico. Na maioria das vezes (não em todos os casos) os relacionamentos tóxicos acontecem por falta de amor próprio, autoestima e de auto-valoização (entre outros). E acredite-se ou não, vão sempre passar pelos mais variados tipos de relacionamentos tóxicos até que aprendam a olhar mais para vós. Até que aprendam a ser mais, por vós! Até que no fundo se saibam impor de certa forma.

 

Há sempre uma lição que podemos retirar de alguma situação menos positiva.

 

O que não podemos é passar a vida a atirar as culpas aos astros, e dizer que eles só sabem conspirar contra nós. Não. Os astros favorecem ou não. Ok. Mas a grande parte do trabalho parte de uma atitude nossa!

 

E ter atitude não é certamente fácil até porque isso engloba que percebamos que atitude tomar, e que lição determinada situação nos está a tentar transmitir…

 

Mas, em geral, até percebemos o que está menos bem, só não tomamos atitudes por medo!

 

Sim medo…

 

  • Medo de se afirmar
  • Medo da solidão
  • Medo de perder
  • Medo de tomar decisões
  • Medo de ser politicamente (in)correto
  • Medo de arriscar
  • Medo de dizer não
  • Medo de assumir a verdade
  • Medo de sentir
  • Medo de assumir a sua verdadeira identidade
  • Medo de dar opinião
  • Medo de sonhar
  • Medo de fazer
  • Medo do desconhecido
  • Medo de falhar
  • Medo de não ser aceite
  • Medo de mudar
  • Medo do que os outros possam pensar
  • Medo de pedir desculpa

 

E que tipo de medo nos pode assolar? Na verdade, qualquer um!

 

É verdade! Ter ou não uma atitude é uma questão de medo… e todos eles acarretam situações menos confortáveis.

 

Se, por exemplo está num relacionamento tóxico, mas não muda porque “sabe” que vai desiludir a sua família, e porque não sabe o que o vai esperar dali para a frente e porque ainda por cima tem medo que o relacionamento falhe. Vai continuar numa situação que não só não lhe agrada, como não o faz feliz, porque tem medo de dizer a verdade, de se assumir, de dizer basta!!

 

Então aqui não há muito a fazer… lá porque os astros dizem que é uma fase ótima. Você, decidiu que era tão mais interessante manter-se na sua zona de conforto, por medo de tudo e mais alguma coisa, e se for preciso, ainda inventa mais uma ou outra desculpa para não mexer uma palha!

 

pair-707506_1920.jpg

 

Transformar a nossa vida pode não ser uma tarefa fácil de concretizar, mas, é tão mais saboroso quando os medos não são mais do que uma palavra no dicionário. Ter medo é normal, o que não é normal é que o medo nos domine por completo e nos faça deixarmos de ser quem somos.

 

É fácil demais ficar na zona de conforto. É, até porque é uma realidade a que já nos habituamos, e nela, sabemos com o que contar… e mudar para uma realidade completamente nova dá-nos aquele friozinho na barriga… mas essa adrenalina é tão boa, é pelo menos uma forma que o corpo tem para nos dizer “estás vivo e em movimento”!!

 

A rotina morna e quase parada não nos dá adrenalina nenhuma… já sabemos o que esperar dali!!

 

Então há que perceber o que aprender, que lição retirar, para que possamos de alguma forma evoluir. Evoluir é como os aniversários, a cada ano temos mais um ano de vida, e também é assim com as experiências, a cada uma somamos mais uma lição. É como se ainda estivéssemos na escola. A cada aula uma matéria nova, que desconhecemos e entramos nessa matéria meio a medo, mas, à medida que a vamos aprendendo e dominando ela fica mais fácil, ou pelo menos ela não nos vai ser tão estranha assim.

 

Então se na escola fomos ensinados a constantemente aprender novas matérias, por que não levar essa bagagem para a vida? Por que não mostrar à vida que aquilo que fazíamos de uma forma natural na escola não foi esquecido?

 

Sim, porque na verdade, na vida trata-se de fazer exatamente a mesma coisa, apesar de noutro contexto.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

O que o teu nome diz sobre ti?

Formações de numerologia

B.Stronger - Desbloqueia os teus medos

Compatibilidades

Que energia a tua casa emite?

Blogs Portugal