Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pelo Olhar Da Numerologia

Pelo Olhar Da Numerologia

02
Mar17

Metamorfose - O que nos traz?

metamorfose-tipos-e-como-acontece-essa-mudanca.jpg

 

 

Estamos em metamorfose?!

 

Sim, estamos, aliás, existem imensos textos e noticias de vários sites, blogs…etc, em que não se lê nos últimos tempos, outra coisa se não isso.

E que será isso de estarmos em tempos de metamorfose? Será positivo?

Sim, é bastante positiva esta época até porque nos traz, obrigatoriamente uma natural evolução em todos os sentidos da nossa vida.

 

É algo de necessário. Transformar. Mudar. Transmutar. Evoluir. Avançar. Arriscar no novo, ir em busca de mais e melhor. Tudo isso e muito mais faz parte de todo um processo de metamorfose.

Tal como a borboleta, também nós podemos e devemos deixar de ser “lagartas” para ganhar usas e podermos assim voar e evoluir.

 

Estamos, pois, em época de mudanças, não só internas, como externas, mas, claro está. Para mudar externamente há todo um trabalho interior a ser feito.

Nada passa para fora, se não estiver já, devidamente equilibrado por dentro. É um processo natural. Tal como a borboleta, ela não voa, sem antes já ter as suas asas.

 

É por isso importante olharmos para nós, como um todo, e verificarmos, o que nos está a impedir de voar. De evoluir. De avançar? O que nos está a impedir de sermos mais e melhor? E, não só. É preciso olhar a nossa vida, como um todo de igual forma, e verificar o que já não faz sentido. Ao que nos mantemos apegados e já não nos traz nada de saudável? O que é que não queremos a todo o custo abandonar? Que situações temos na nossa vida que já não avançam nem mostram melhorias, que necessitam de ser abandonadas? O que é que queremos a todo o custo manter vivo, quando já morreu? Será que vale a pena o esforço?

 

É por isso necessário perguntar-se a si mesmo o que acha que já não faz sentido levar consigo nesta fase de evolução. É acima de tudo necessário, transformar o negativo e acabado, em positivo e vivo. É preciso ser-se um pouco como a Fénix, e renascer das cinzas. Até porque, ninguém consegue viver de igual forma depois de um “fogo”. Todas as experiencias nos transformam. E acaba por se tornar impossível viver de igual forma após a passagem por cada uma dessas experiências.

 

Então porque razão havemos nós de querer ser exatamente iguais e viver exatamente da mesma maneira, quando sabemos que já não somos de forma alguma iguais?

Por que razão haveremos nós de querer a toda a força manter uma situação que por força das circunstâncias se tornou inviável e insustentável? Será que isso nos dá energia?

 

O processo de metamorfose, pela qual temos de atravessar, visa precisamente isso.

Perceber que somos e estamos diferentes, que mudámos, por força das circunstâncias e das experiências da vida. perceber que devido a essas mesmas mudanças já não podemos ser iguais ao que éramos, nem aceitar as mesmas coisas que aceitávamos. É acima de tudo perceber que evoluímos e que temos, interiormente, de acompanhar essa evolução.

 

É imperativo, num processo como este, que percebamos que é impossível e insustentável caminhar ao mesmo tempo com uma mochila cheia de areia molhada e seca ao mesmo tempo. Sabemos bem, que areia seca vai acabar por molhar. E tornar a caminhada mais cansativa e o peso insuportável para nós.

 

Então. Não seria melhor, mais leve e mais fácil ao processo, caminhar só com areia seca às costas? Certamente seria! Mas, o hábito, de caminhar já carregado faz com que nem nos importemos assim tanto de ter mais peso em cima. Acabamos por nos acomodar a ter mais peso. Confortamo-nos com essa situação, porque sempre achamos que temos de levar tudo connosco. E não só. Temos medo, de deixar a areia molhada, verdade?

 

Apesar do medo não nos levar a lado nenhum, senão ao falso conforto de que está tudo bem como estava.

No entanto, não se podia estar mais erado... Provavelmente, a borboleta, também teve medo de “ganhar” asas, mas sabia, que só conseguiria voar com elas.

 

E por que não aprendemos nós a voar também?

Por que queremos a todo o custo voar com peso sobre nós. Sabendo de antemão que voar carregados faz com que a queda seja eminente. Sabendo também que após cair temos obrigatoriamente de retirar peso de cima de nós, porque se não o fizermos, vamos voltar a cair.

 

E quem é que gosta de estar constantemente a cair?

Quem é que gosta de estar constantemente a ter de recomeçar, quando podia ter feito o processo de uma só vez?

Quem é que acha agradável voar sem estar devidamente leve?

 

Certamente. Ninguém!

 

E para evitar quedas, para evitar obstáculos, para evitar paragens, para evitar tropeçar seria importante uma avaliação prévia de tudo o que necessita ser alterado.

 

A metamorfose é inevitável. É um processo natural da vida.

Evitar recomeçar é opcional, depende de si.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

O que o teu nome diz sobre ti?

Formações de numerologia

B.Stronger - Desbloqueia os teus medos

Compatibilidades

Que energia a tua casa emite?

Blogs Portugal