Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pelo Olhar Da Numerologia

09
Abr17

Falta de auto-confiança e auto-estima - Vamos falar disto

autoconfianca.jpg

 

Hoje decidi abordar mais um tema diferente. Mais voltado para as pessoas que se sentem sem auto-confiança e sem auto-estima…

 

Não, vocês não são pessoas diferentes das outras, calma!! são todos iguais, vocês apenas não desenvolveram características que os outros têm mais desenvolvidas. E daí? Os outros também podem não ter desenvolvidas caraterísticas que vocês têm verdade?

 

Então vamos com calma, porque toda a gente tem as suas dificuldades por ultrapassar, a vossa, é esta nada mais simples.

 

Em primeiro lugar é preciso perceber qual é o motivo que vos leva a não conseguirem desenvolver a vossa auto-estima e auto-confiança?

 

Não é raro acontecer, em pessoas com estas caraterísticas por desenvolver, essa questão já vir por “tratar” desde crianças/adolescentes. Ou seja, O que é que terá acontecido num passado distante ou num passado mais recente que vos levou a:

 

  1. Terem falta de vontade de agir e consequentemente a serem mais dependentes de opiniões de terceiros?
  2. A sentirem-se incapazes de impor a vossa vontade sobre os outros, acabando por serem submissos às vontades dos outros?
  3. Não confiarem em vocês mesmos, a não acreditarem que são capazes?
  4. A limitarem-se, encontrando barreiras em tudo e em nada, acabando por se entregar ao drama, vendo o fracasso como última saída e como algo já certo e pré-destinado?
  5. O que vos terá levado às indecisões, acabando depois por adotarem posturas de vítima?
  6. De que têm medo, de que é que fogem?
  7. Porque razão dizem que ninguém vos ajuda?
  8. O que vos conduz a esse pessimismo todo?
  9. O que vos leva a não agir e a não fazer mais por vós?
  10. Por que se deixam ficar?
  11. O que vos faz ficar assim tão triste?

 

São, claro, algumas das perguntas, que nos trariam à tona a ponta do véu no que toca à falta de auto-confiança e de auto-estima, mas há mais, e a verdade é que a questão não se fica por aqui.

 

Em que é que deixou de acreditar?

De quem depende para voltar a ter aquele brilho de novo?

Confia em si?

Acredita em si e nas suas capacidades?

 

A questão, passa essencialmente por aqui, pela falta de amor próprio que é tão fundamental e muitas das vezes passamos ao lado dele.

 

A falta de auto-confiança e auto-estima, não faz de ninguém inferior. Nem faz de ninguém um pior ser por isso, faz de alguém, sim, uma pessoa diferente, que necessita desenvolver caraterísticas que o levem a ser mais forte.

 

Acredito que ninguém tem estas caraterísticas por desenvolver porque quis, acredito que alguma coisa lhes terá acontecido na vida para que elas se tenham tornado assim.

Mas também acredito que tudo se trabalha.

 

Claro está que há casos e casos, porém, na sua maioria, as pessoas que se encontram nesta situação, não estão assim porque querem, apesar de muitas vezes se entregarem a esta realidade como se nada mais por elas houvesse a fazer.

 

Calma!! Tudo se faz!!

 

É um processo longo? Sim!

Difícil? Depende do seu ponto de vista.

 

O que não se podem é esperar resultados light para um processo extra longo.

Muitas das vezes, as pessoas com pouca auto-estima têm sempre uma ou outra questão de imagem (estética) a apontar nelas, claro está que este ponto reflete mais, as mulheres. Porém homens também, não pensem as senhoras que são únicas nesta matéria!

 

E se pudesse mudar uma parte do seu corpo, o que mudaria?

 

As respostas são infinitas…

E se não pudesse? Como seria?

 

Outra das questões reside principalmente em termos de comparações que diariamente fazemos.

 

O Manuel é bem melhor que eu para essa função…

 

Quem lhe disse que é melhor?

O que o leva a pensar isso?

Já alguma vez experimentou fazer, para saber quem é melhor?

Quem lhe disse que o fato de trabalhar no mesmo ramo há mais tempo, faz de si um profissional inferior?

 

Outra das questões reside no acreditar. As pessoas não acreditam nelas, e acabam por se entregar a situações que não são favoráveis.

 

Por que razão não tenta essa sua ideia?

Quem lhe disse que é uma ideia descabida?

Por que razão acha que não é capaz?

Quem lhe disse que isso é difícil ou impossível, essa pessoa já alguma vez tentou?

 

Estas são apenas algumas reflexões que tenho para este post. Haveriam muitas mais, e certamente voltarei ao tema em breve.

Todavia o que se pretende que retirem daqui é que ninguém é diferente de ninguém. Ninguém é melhor ou pior que ninguém. Até porque sou da opinião que, havendo vontade, determinação e persistência, tudo isto se trabalha. Sabendo claro que não há progressos nem processos milagrosos tudo tem um tempo, e neste caso, tempo é tudo o que é necessário.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal