Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pelo Olhar Da Numerologia

Blog sobre Numerologia onde se pretende a partilha de vários temas relacionados com numerologia. Desde as tendências dos meses, e semanas, a muitos outros temas relacionados com desenvolvimento pessoal!

Pelo Olhar Da Numerologia

Blog sobre Numerologia onde se pretende a partilha de vários temas relacionados com numerologia. Desde as tendências dos meses, e semanas, a muitos outros temas relacionados com desenvolvimento pessoal!

04
Nov17

Assume mais e falha menos!

yoga-386611_1280.jpg

 

Hoje venho falar sobre um dos medos mais comuns. Existem muitos é um facto, e este parece-me o que mais merece destaque!

 

Que é o medo de assumir!

 

Medo de assumir seja o que for, hoje retrato apenas o medo de assumir falhas.

 

Porque razão existe tanto medo de assumir que estamos efetivamente no caminho errado? Porque razão não se assume que falhamos? Porque razão estamos nós a fingir que está tudo bem quando seria tão mais fácil assumir um erro?

 

Assumir que não se é capaz não é um sinal de fraqueza, pelo contrário é um sinal de humildade. É perante todos assumir que talvez seja hora de aceitarmos que uma ajuda seria mais do que bem-vinda, porém, atenção. Ajudar não é fazer-se de convidado para ir ao colo ou às costas de alguém. Isso é interesse.

 

E o interesse acaba, no fundo, por ser um não assumir algo, só que bem mascarado!! E isso só tem um prejudicado. Pois mesmo que andemos às costas de alguém, um dia, mais tarde ou mais cedo, vamos ter que acabar por assumir as nossas falhas, e aí, será da pior forma possível!

 

Há que entender que assumir que estamos mal, ou a fazer tudo ao contrário, não é sinónimo de vergonha nenhuma. É sinónimo de força. E verdade se diga, ninguém gosta de assumir papel de fraco.

 

É certo, tem que se lhe diga. Assumir que se está mal, leva ao rótulo de fraqueza. Mas só nas vossas cabeças. Porque chegar ao limite e ter que, no limite, baixar armas a entregar vitórias será com certeza muito pior. Então, porque não assumir desde início que não conseguimos? Porque não assumir que talvez necessitemos de ajuda, porque sozinhos não vamos lá? Porque não ser um pouco humildes e aceitar que não somos melhores?

 

De que serve ter medo de não assumir a falha, se a falha continua lá? E não a vamos solucionar sozinhos.

 

De que serve ter medo de assumir o que quer que seja, se o que está em falta, vai continuar em falta até nos dignarmos a assumi-lo?

 

De que nos vale querer parecer, se estando lá uma falha, não vamos conseguir sequer parecer, imagine-se ser!

 

De que nos vale tentar esconder se gatos com rabos de fora não se escondem por muito tempo?

 

Vale de quê, tentar ser o maior, quando na verdade precisamos mais do que ninguém de ajuda?

 

Custa termos que assumir que não somos em certos momentos aquilo que esperam de nós.

Custa assumir que existe alguém que nos pode ajudar

Custa deixar o orgulho de parte e perceber que, quem precisa, somos nós.

Custa assumir...

No fundo muitas coisas, mas, de que nos vale esconder, mentir, mascarar, empurrar?

 

De nada, mais dia menos dia vamos ser confrontados com a decisão: Assumo ou não?

 

É válido para tudo na vida! Assumir aquilo que vai dentro de nós é meio caminho para tudo.

 

Esconder, bloquear, mentir, mascarar, fazer papel de algo que não se é, dissuadir outros de ir em frente só porque nós não somos capazes, inventar… etc…

 

De que nos vale tudo isso? Alimenta o ego? Pode alimentar, por uns tempos, mas até o ego um dia se farta e vai embora!

 

E que consequências traz não assumir?

 

Fazer papel de vítima – de “coitadinho de mim que tentei e não consegui” – tentar o quê? Se nem assumir que não sabe, ou que tem falhas… como pode conseguir algo que não se domina?

 

Atirar as culpas para os outros – e neste ponto tem que se lhe diga – normalmente a inveja é a mãe de todos os males – “têm inveja de mim, por isso é que eu não vingo” – como podemos ter inveja de algo que não se vê??

Ou “a culpa é de XXX que não me pode ver bem” – sim sabemos que há pessoas assim em todo o lado, mas caramba, sejamos francos, eles andam com os nossos pés? Calçam os nossos sapatos? – não, então há que não permitir que nos afetem tanto!

 

“Eu já sei, nasci para sofrer” – ouço tantas vezes frases destas que, perdoem-me só me apetece gritar – ninguém nasceu para sofrer, mas também ninguém nasceu para ser cobarde. Há que assumir… simplesmente assumir. E acredite-se, metade das coisas que acontecem na nossa vida, partem de culpa nossa. E em muitos casos a culpa é de não assumir algo!

 

A culpa é nossa por dizermos frases negativas

A culpa é nossa por só forcarmos os problemas

A culpa é nossa por não entendermos que também temos falhas

A culpa é nossa porque achamos que os vizinhos nos invejam a casa

A culpa é nossa por deixarmos que nos minem a mente

A culpa é quase sempre nossa… PARA TUDO

 

Assumir culpas e responsabilidades torna as coias talvez, um pouco mais pesadas, mas é assim que deve ser! Só assim se compreendem as coisas mais a fundo e só assim nós é permitido avançar.

 

Não avançaremos enquanto não assumirmos que as nossas falhas, são responsabilidade nossa e não dos outros

 

Não avançaremos enquanto não assumirmos que para sermos melhores não podemos meter as culpas nos piores.

 

Não avançaremos se insistirmos em fazer as coisas com mascaras não assumindo que não somos capazes.

 

No fundo, não avançaremos se não assumirmos. Dá medo? Pode dar, mas assumir faz parte da maturidade, que, pelos vistos vai tardar em chegar!

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

O que o teu nome diz sobre ti?

Formações de numerologia

B.Stronger - Desbloqueia os teus medos

Compatibilidades

Que energia a tua casa emite?

Blogs Portugal

Imperium - Plena Vita